[ASTRONOMIA ATRAVÉS DA JANELA] CHEGOU A SUA VEZ DE VER O COMETA NEOWISE

Participações do Observatório do Valongo no Festival do Conhecimento da UFRJ!
14/07/2020
[Astronomia Através da Janela – LIVE Dicas do Céu de Agosto
31/07/2020

[ASTRONOMIA ATRAVÉS DA JANELA] CHEGOU A SUA VEZ DE VER O COMETA NEOWISE

 

No começo deste mês, o cometa NEOWISE passou bem próximo do Sol. À época, os astrônomos temiam que ele podia ser destruído devido a interação mais intensa do cometa com a radiação solar, mas ele passou ileso e “sobreviveu” à prova. Nas semanas seguintes, o cometa surgiu nos céus do hemisfério Norte da Terra ostentando uma belíssima cauda, proporcionando imagens de tirar o fôlego e se tornando um dos cometas mais observados do século. Agora, chegou a nossa vez: nas próximas semanas, ele estará bem posicionado em sua órbita para ser observado pelos habitantes do hemisfério Sul  e você poderá encontrá-lo com as dicas do Observatório do Valongo da UFRJ.

 

Embora o cometa já possa ser visto nas regiões Norte e Nordeste do Brasil a partir do dia 20 de julho, ele poderá ser melhor observado a partir do dia 22,  quando ficará visível para todo o Brasil no começo da noite. Mas atenção, você deverá se ligar nos detalhes para não perder este viajante interplanetário.  A primeira recomendação é escolher um local de observação com horizonte oeste e noroeste bem livre, sem prédios, montanhas, casas, nada. Escolha um horizonte mais plano e se possível, procure um local alto, mas que seja seguro para conseguir procurar o cometa. A segunda dica é evitar locais muito iluminados, pois isso dificultará a busca. Se puder, afaste-se das luzes da cidade. Outra dica importante está relacionada aos recursos adequados para ver o cometa: embora exista a chance do cometa ser visível a olho nu em locais mais escuros, a observação com um simples binóculo deve oferecer melhores resultados. Você não vai precisar de grandes telescópios para ver o NEOWISE!

 

Então, topa o desafio? Legal! Vamos lá. A partir do dia 22 (dia de maior aproximação do cometa com a Terra), os observadores da região Sudeste já poderão acompanhá-lo:  ele surgirá no céu bem no começo da noite, logo após o pôr do sol, na direção Noroeste. Utilize o mapa  em anexo e a partir das 18h, procure pelo cometa ao lado das três estrelas brilhantes Alioth, Mizar e Alkaid (constelação da Ursa Maior), que estão à direita no mapa.  O cometa estará muito próximo do horizonte, ainda no crepúsculo, a meio caminho entre a Ursa maior e a Lua, que estará na constelação de Leão. Entre os dias 23 e 26 de julho ele subirá rapidamente e poderá ser visto por mais tempo, até às 18:30, quando poderá ser visto também por observadores da região Sul. Entre os dias 27 e 29 ele estará na constelação de Cães de Caça e a partir do dia 30, na constelação de Cabeleira de Berenice, quando estará visível até às 19h. Entretanto, a medida que ficar mais alto no horizonte, o cometa estará com brilho menor, pois estará mais distante do Sol e da Terra. Portanto, a observação nos primeiros dias deverá revelar uma cauda mais brilhante e as melhores imagens.

 

Embora a observação visual deste tipo de astro seja impactante e única, os registros fotográficos deverão mostrar incríveis detalhes do cometa NEOWISE, tal como nas imagens deste post (veja abaixo), feitas no Hemisfério Norte. Se você tiver condições, registre o cometa e envie pra gente. Iremos publicar sua imagem do NEOWISE e fazer um texto legal sobre seu registro. Agora, com as dicas do Observatório do Valongo, é só procurar um lugar legal, aguardar a chegada da noite e aproveitar a visão do cometa NEOWISE. Aproveite!

 

Texto: Dr. Daniel Mello

Revisão: Dra. Ana Beatriz de Mello

 

Crédito da imagem de fundo do folder de divulgação: Comet NEOWISE NASA Gallery

 

Mapa celeste com as posições do Cometa NEOWISE no céu entre os dias 22 e 31 de julho de 2020, sempre às 18h. Créditos: Stellarium, Copyright © 2004-2020 Fabien Chereau et al., GNU General Public License e adaptação de Daniel Mello.

 

Cometa NEOWISE sobre a cidade de São Francisco, Califórnia (EUA). Créditos: Wikipedia Commons e Darshan Shankar.

Cometa NEOWISE sobre a cidade de Salt Lake City (EUA). Créditos: Wikipedia Commons e Kiffer Creveling