[Astronomia Através da Janela] Fevereiro Crepuscular!

Observatório do Valongo 140 anos – lançamento do logotipo comemorativo
11/01/2021
DIA INTERNACIONAL DAS MULHERES E MENINAS NA CIÊNCIA
11/02/2021

[Astronomia Através da Janela]

Fevereiro Crepuscular!

 

Você que gosta de acompanhar os fenômenos celestes, mas tem grande dificuldade de se manter acordado, noite adentro, fevereiro é a sua oportunidade!

Muitos fenômenos do mês acontecerão momentos antes do Sol nascer e após ele se pôr. Aproveite e não perca nenhum deles!

Convidamos também a todos, a fotografar esses eventos e enviá-los pra gente por e-mail ou através do formulário eletrônico.

Iremos publicar as fotografias aqui no site e nas redes sociais.

Acompanhe os destaques do mês:

Chuva de Meteoros Alfa-centaurídeas

Visível em todo o território Brasileiro, a chuva de meteoros Alfa-centaurídeas possui esse nome devido ao fato de o seu radiante (ponto a partir do qual os meteoros parecem emanar) ficar nas proximidades da estrela Alfa Centauri – a mais brilhante da constelação do Centauro. A constelação fica na direção sul, próxima ao Cruzeiro do Sul. Talvez os mais iniciantes na arte de observação do céu tenham um pouco de dificuldade em se localizar, mas o Cruzeiro do Sul e Alfa Centauri compõem um dos alinhamentos mais fáceis de se localizarno céu.

A chuva de meteoros poderá ser vista a partir da noite do dia 8 de fevereiro, e o horário varia de acordo com o nascer desta estrela em sua localidade: no sul do Brasil, por volta de 21h, e nas regiões Norte e Nordeste, próximo de 23h. Nesse dia ocorrerá o ápice desse fenômeno. Porém, o mesmo poderá ser visto ao longo dos dias subsequentes. As Alfa centaurídeas são uma chuva de meteoros com cerca de 10 meteoros observados por hora. Apesar de nessa data a Lua apenas nascer próximo ao nascer do Sol, facilitando o contraste do céu escuro com os meteoros luminosos no céu, é importante procurar um lugar longe de qualquer luminosidade, se possível, fora da cidade! Tenha paciência e prepare-se para o show que será visível a olho nu. O fenômeno será visível até o nascer do Sol.

 

Conjunção entre Lua e Saturno

Depois de quase 50 dias “ausente”, Saturno surge neste mês de fevereiro para visibilidade em todo o Brasil. No dia 10, a Lua e Saturno estarão lado a lado, pouco antes do amanhecer, na constelação do Capricórnio, na direção leste. A Lua estará na fase minguante, bem “fina”, com apenas 2% de sua face iluminada pelo Sol. Oportunidade imperdível para fazer aquela bela astrofoto e enviar pra gente.

 

 

Conjunção entre Lua e Marte

Ao longo dos últimos meses a Lua e o planeta Marte têm protagonizado encontros celestes incríveis, e agora em fevereiro será novamente marcante. Marte, o planeta vermelho, está em contagem regressiva para receber a visita de um novo rover (uma espécie de jipinho) o Perseverance. Coincidentemente, a chegada do rover de exploração da superfície marciana acontece na mesma data da conjunção da Lua com o planeta, dia 18. É a sua chance de acompanhar e fotografar um momento épico. Apesar de não ser possível observar a chegada do rover, a conjunção pode ser observada a olho nu, na constelação de Touro. A Lua estará com 38% de sua face iluminada, na fase crescente, a cerca de 4,5o de distância do planeta vermelho. O evento poderá ser visível desde o pôr do Sol até às 22h, quando Marte se põe no horizonte, na direção Oeste. A observação desses dois astros é, simples pois basta encontrar a Lua no céu e o ponto vermelho mais forte próximo ao nosso satélite natural é o planeta Marte. Aqueles que dispuserem de um telescópio simples podem ainda aproveitar a oportunidade para observar os detalhes dos “mares” e crateras lunares nesse dia, na região entre sombra e superfície iluminada da Lua.

 

Trio planetário no amanhecer

Um último evento de destaque no mês poderá ser visto, logo antes do nascer do Sol, no dia 26: Mercúrio, Júpiter e Saturno farão um belo trio na direção leste. Aqueles interessados em observar o fenômeno precisarão acordar cedo. Saturno nasce por volta de 03h30, seguido por Mercúrio às 03h55 e Jupiter as 04h10 (os horários são para o Rio de Janeiro e podem variar um pouco de acordo com a sua cidade). O evento, que ocorre na constelação do Capricórnio, ficará visível por cerca de 1h30, até que o Sol esteja nascendo no horizonte, ocultando a luminosidade dos planetas. Este é o melhor dia para observar o trio planetário, pois Mercúrio estará quase que na metade da distância entre os dois outros planetas. Mas, de fato, desde o dia 23 e até o fim do mês podemos ver Mercúrio se aproximando dos dois planetas. Aqueles que dispuserem de binóculos ou telescópio podem ainda ter uma segunda experiência: observar as luas galileanas de Júpiter ou os belos anéis de Saturno. Procure locais elevados e com o horizonte leste sem obstrução para conseguir acompanhar esse evento.

 

Constelações de destaque: Tentar encontrar as constelações no céu é um barato!

Órion, Touro, Gêmeos, Cão Maior, Cruzeiro do Sul, Centauro estarão em destaque.

Assista o Episódio de Dicas do Céu de Fevereiro aqui:

#Valongo #Astronomia #UFRJ #Science #Astro #UniversidadePublica #AstroAtravesDaJanela #DesligueAsLuzes