[Astronomia Através da Janela] Olá Mercúrio

Boas Festas!
25/12/2020
Observatório do Valongo 140 anos – lançamento do logotipo comemorativo
11/01/2021

[Astronomia Através da Janela]

JANEIRO: OLÁ, MERCÚRIO!

 

Chegamos a 2021!!

Novo ano e muitos eventos no céu que prometem transformar nossas atividades noturnas. Mercúrio é o protagonista nesse mês, pois poderemos observá-lo por mais tempo acima do horizonte do que em outros momentos. Teremos diversas conjunções com ele e outros planetas, além da Lua. Seja da sua janela, varanda ou campo aberto, não deixe de observar e se encantar com as maravilhas do Universo neste mês de janeiro de 2021.

Convidamos também a todos, a fotografar esses eventos e enviá-los pra gente por e-mail ou através do formulário eletrônico.

 

Iremos publicar as fotografias aqui no site e nas redes sociais.

Acompanhe os destaques do mês:

 

 

Terra “Pertinho” do Sol 

No dia 2, a Terra estará no periélio de sua órbita. O termo periélio vem do grego, “peri”, que significa perto e “hélio”, que significa Sol, e indica o ponto da órbita de um corpo celeste – neste caso, o planeta Terra – no qual ele está mais próximo do Sol (aproximadamente 147,1 milhões de quilômetros). Este fenômeno ocorre aproximadamente 14 dias após o solstício de dezembro, uma vez por ano. Em 2021 o periélio será às 13h41 do dia 2 de janeiro Embora possa ocorrer a associação do verão com o fato de a Terra estar mais próxima do Sol em janeiro, ela não é correta. Vamos lembrar que em janeiro é verão apenas no hemisfério Sul, enquanto que, no hemisfério Norte, é inverno, e as temperaturas estão muito baixas. Então, como explicar este aparente contrassenso?

Bom, isso é possível porque as estações do ano não dependem da distância da Terra ao Sol. Elas ocorrem devido ao fato da Terra possuir o eixo de de rotação inclinado em relação ao plano de sua órbita, cerca de 23,5o. Como a Terra está viajando em sua órbita ao redor do Sol, esse efeito provoca a incidência de luz solar de forma desigual nos dois hemisférios ao longo do ano.

Encontro Triplo: Mercúrio, Júpiter e Saturno

Durante o mês de janeiro Mercúrio nos dará grandes eventos! Começando por um encontro com os planetas Júpiter e Saturno, que ficaram em evidência pela Grande Conjunção que aconteceu no mês de dezembro. No dia 9, Mercúrio e Saturno estarão aparentemente próximos no céu, com cerca de 1,5o de separação. E, no dia seguinte, 10, é a vez de Mercúrio se aproximar do planeta Júpiter, cerca de 2º de separação. Vale ressaltar que essa proximidade aparente no céu não significa que os astros estão fisicamente próximos.

Os planetas gigantes Júpiter e Saturno serão os pontos mais brilhantes no céu perto do horizonte, sendo Júpiter o de brilho mais intenso, enquanto Saturno e Mercúrio serão observados com um pouco mais de dificuldade pois tem um brilho bem menos acentuado. Ambos os fenômenos começam ao entardecer, assim que o Sol se pôr, por volta de 18h55. Mercúrio, Júpiter e Saturno se encontram na constelação de Capricórnio, na direção oeste. Procure um local sem prédios altos, com o horizonte bem visível. Você precisará estar preparado e atento, pois o encontro dos planetas termina por volta das 19h15, horário no qual os astros se põem. Aqueles que dispuserem de um telescópio simples podem tentar observar os anéis de Saturno e as 4 luas galileanas.

 

Lua e Vênus até o Amanhecer

Mais uma vez teremos uma linda conjunção entre Lua e Vênus, no dia 11. A Lua nascerá por volta das 03h40, e Vênus um pouco depois, por volta das 04h10, ambos na constelação de Sagitário, na direção leste. A Lua estará em sua fase minguante, com apenas 5% de sua face iluminada. Acorde cedo, prepare um café e observe a beleza dos astros até o amanhecer. Evento visível a olho nu. Com um simples binóculo será possível observar detalhes da superfície lunar entre a parte iluminada e a parte escura. Caso faça fotos, não esqueça de nos mandar!

 

 

Lua e Mercúrio no crepúsculo vespertino.

No dia 14 teremos um lindo encontro: Mercúrio e Lua ao entardecer na constelação de Capricórnio. Assim que o Sol se pôr, olhe na direção oeste, e localize a Lua, que estará na sua fase crescente, com apenas 2% de sua face iluminada – mesmo assim, brilho suficiente para localizarmos ela no céu. Mercúrio estará logo abaixo, com um brilho pouco proeminente. Será possível observar o evento até por volta das 19h20, quando os astros se põem no horizonte. Procure um local sem empecilhos na direção oeste, com uma boa visão do horizonte, e aproveite!

 

 

Desafio: Lua, Marte e Urano em Áries

Ao longo do ano passado, a Lua e o planeta Marte fizeram encontros incríveis, e logo no início de 2021 teremos mais um encontro entre estes astros. No dia 21 será possível observar a olho nu uma conjunção entre o planeta vermelho e o nosso satélite natural, na constelação de Áries. A Lua que estará com 56% de sua face iluminada e a cerca de 4,5o de distância do planeta vermelho. O evento poderá ser visível ao pôr do Sol até às 23h, quando o Marte se põe no horizonte, próximo à direção Oeste.

A observação desses dois astros é simples e pode render belas fotos.

Aqueles que dispuserem de binóculos e/ou um telescópio simples, além de um local com céu bastante escuro para realizar a observação, poderão ter uma experiência extra um pouco diferente. O planeta Urano estará apenas a 2o de Marte e também próximo da Lua. Então, que tal esse desafio?  Aqueles que tiverem os recursos necessários terão uma boa oportunidade para identificar o planeta Urano no céu devido à essa proximidade ao planeta Marte. Urano estará com magnitude 5,75.

 

 

Mercúrio em seu melhor momento

Mercúrio é o planeta mais próximo do Sol, e por esse motivo é visível apenas nos horários do nascer ou do pôr do Sol. Dia 23, será uma data favorável para a sua observação, pois o planeta estará no ponto de maior afastamento (angular) do Sol, facilitando um pouco sua observação (máxima elongação, a Oeste). No entanto, ainda assim, será visível não muito alto em relação ao horizonte. Nesse dia devemos olhar para o Oeste, após o pôr do Sol, às 19h. Conforme a claridade diminui e nossos olhos se acostumam com a luminosidade conseguiremos ver Mercúrio, a olho nu, brilhante acima do horizonte por cerca de 30 minutos. A dica para essa observação é buscar um local com quase nenhum obstáculo como prédios, montanhas e árvores na direção oeste.

 

 

Constelações de destaque: Tentar encontrar as constelações no céu é um barato!

Órion, Touro, Gêmeos, Cão Maior, Áries e Capricórnio estarão em destaque.

Assista o Episódio de Dicas do Céu de Janeiro aqui:

Texto: Luciana Socal.

Arte: Ana Beatriz de Mello
#Valongo #Astronomia #UFRJ #Science #Astro #UniversidadePublica #AstroAtravesDaJanela #DesligueAsLuzes