Gustavo F. Porto de Mello

Gustavo F. Porto de Mello

Professor Associado

E-mail: gustavo@astro.ufrj.br
Telefone: +55 21 2263-0685
Ramal: 222

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1918385364299862

Informações: Graduado em Astronomia pela UFRJ (1986) e doutorado em Astrofísica pelo Observatório Nacional (1996). Atualmente é professor associado nível IV do Observatório do Valongo da UFRJ, do qual foi diretor na gestão 2003-2006. Sócio fundador e atual Secretário de Educação da Associação Brasileira de Astrobiologia. Foi secretário da Diretoria da Sociedade Astronômica Brasileira (2000-2002). Foi pesquisador visitante do European Southern Observatory, Chile, em 2000, e do Instituto de Estudos Espaciais da Catalunha, Espanha, em 2008. Participou da Comissão de Programas do Laboratório Nacional de Astrofísica e do Telescópio SOAR. Membro do Conselho Técnico Científico do Laboratório Nacional de Astrofísica. Consultor científico da FAPERJ e FAPESP e das Universidades Presbiteriana Mackenzie e Universidade Estadual de Feira de Santana. Atua em Astrofísica, nas áreas Estelar, Exoplanetas e Galáctica. Seus temas de pesquisa envolvem a determinação da composição química estelar, a evolução química e a estrutura da Galáxia, estrelas quimicamente peculiares, atividade cromosférica estelar, planetas extra-solares e a astrobiologia. Sua área técnica de especialidade é a espectroscopia de estrelas de tipo solar. Orienta no momento uma estudante de doutorado (bolsista) e cinco estudantes de iniciação científica (um bolsista). Possui intensa atividade de divulgação científica desde 1987, com palestras, entrevistas em rádio e TV, mesas redondas, consultorias para revistas de popularização da Ciência, e participação no projeto SBPC Vai à Escola. É árbitro dos periódicos internacionais Astronomy & Astrophysics, The Astronomical Journal, The Monthly Notices of the Royal Astronomical Society e Publications of the Astronomical Society of Australia. Em 1997 descobriu a primeira gêmea solar confirmada - a estrela mais semelhante ao Sol até então identificada (Astrophysical Journal Letters, 482, L89). Em 1999, foi co-autor de artigo confirmando um padrão de composição química para o Grupo Cinemático Ursa Maior enriquecido nos elementos pesados do processo-s. Em 2008 liderou uma análise detalhada dos parâmetros atmosféricos e estado evolutivo do sistema binário próximo de Alfa Centauri, solucionando algumas controvérsias na literatura sobre este importante sistema estelar. Em 2010 participou de um trabalho propondo a estrela Kappa Ceti como análoga solar à época do surgimento da vida na Terra, propondo essa estrela como laboratório de estudos do Sol jovem e sua interação com o Sistema Solar primevo. Publicou 47 artigos completos em periódicos internacionais arbitrados entre 1991 e 2019, com um total de 4.137 citações e índice H = 21. Membro das Comissões G3 (Stellar Evolution), F2 (Exoplanets and the Solar System) e F3 (Astrobiology) da União Astronômica Internacional. Extra-academicamente, possui: 1) Extensa experiência em montanhismo, incluindo escalada em rocha e gelo, acampamento e trekking, travessia de geleiras e resgate, montanhismo de altitude (acima de 6.000 metros) e liderança de grupos em atividades na natureza; 2) Conhecimento de nível médio em artes marciais: kung fu, espada clássica e pancrassus.